7 de mar de 2013

Conceito de Literatura


Pessoal,
Sobre o conceito de arte e literatura, nossa primeira matéria, você precisa se lembrar que não há um conceito unívoco sobre essas manifestações, mas Literatura pode ser entendida como a arte da palavra, pois o artista ao "trabalhar" os possíveis sentidos de um termo, cria significados simbólicos, os quais ultrapassam o sentido objetivo, reconhecido como verdade absoluta, a concepção dicionarizada.
Conceito difícil? Calma, calma e vamos ao texto então:


Explicação de poesia sem ninguém pedir

Um trem de ferro é uma coisa mecânica,
mas atravessa a noite, a madrugada, o dia,
atravessou minha vida,
virou só sentimento.
Adélia Prado


No poema, o significado de trem de ferro vai além da descrição funcional (coisa mecânica): ele representa as chegadas e partidas, traz ou leva pessoas de quem gostamos e, assim, "atravessa" a vida das pessoas, transforma-se em sentimento.

Fica tudo bem claro nas palavras do poeta Manoel de Barros lidas em sala:

O rio que fazia uma volta atrás de nossa casa era a
imagem de um vidro mole que fazia uma volta atrás de casa.
Passou um homem depois e disse: Essa volta que o
rio faz por trás de sua casa se chama enseada.
Não era mais a imagem de uma cobra de vidro que
fazia uma volta atrás de casa.
Era uma enseada.
Acho que o nome empobreceu a imagem.

A literatura cria as condições para que também nós, leitores, olhemos de modo inovador para o mundo e, ao fazer isso, reconheçamos uma beleza que, à primeira vista, não parecia estar ali. É o que acontece com o eu lírico do poema.

Além disso, a literatura exerce alguns papéis importantes na sociedade, como: ajudar o homem a sonhar, descansando-o dos problemas cotidianos; provocar reflexão sobre a realidade (já que sozinha não consegue mudar o mundo), instigando o homem a mudar de comportamento; denunciar a realidade, ensinando-nos a construir uma vida melhor, isso sem falar no prazer que o hábito de ler proporciona a quem o possui e de como esse hábito nos "descansa" da vida real tão trágica e decepcionante. 

Veja o vídeo a seguir e tudo ficará claro como o sol do meio-dia. Ele é de autoria do William Roberto Cereja e da Thereza Cochar, autores do livro de português de vocês:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Flickr