5 de ago de 2011

REVISÃO: Modernismo e Pós-modernismo

ATENÇÃO!!!!

Clique aqui para ler o texto Literatura pós-moderna

No fnal dessa postagem, constam também os slides referentes à matéria trabalhada em sala.
Bom estudo!!!!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Olá, Moçada!

Bem, quando pensamos e falamos em Modernismo e tendências contemporâneas é preciso primeiro lembrar que a proposta de 1922 é criar uma literatura desprendida de passadismos, uma linguagem que traduza o homem brasileiro como ele de fato é, como fala no dia a dia e ainda o que pensa e sente os vários tipos humanos presentes nas diversas regiões do país.

A primeira geração, por exemplo, enfoca seu olhar, por meio de diversos autores, em temas como: a crítica e a construção de uma linguagem genuinamente nacional (Oswald de Andrade); a busca pelo redescobrimento do Brasil, especialmente São Paulo, e pela liberdade formal (Mário de Andrade); a valorização do cotidiano e das coisas simples da vivência (Manuel Bandeira). 

Já na segunda geração, a consciência social e o misticismo dominam as temáticas: o desejo é refletir sobre o "estar no mundo". A inovação é que os poetas se sentem à vontade para retomarem princípios formais na poesia: a ideia de destruição de tudo o que fosse herança clássica é deixada de lado. Os poetas se sentem livres para criar, mas se for preciso utilizar estruturas poéticas e também sintáticas tradicionais, tudo bem! É o momento do grande Carlos Drummond de Andrade: poeta de uma obra vasta, mas que pode ser sintetizada na busca pelo valor da memórias da infância em Itabira, a reflexão sobre as vivências humanas, num forte cunho filosófico, a transformação social que a arte pode possibilitar e o lindo e belo amorrrrrrrrrrrr. Temos também a  primeira mulher a alcançar lugar na poesia nacional: Cecília Meireles. Numa atitude nitidamente simbolista (se você não se lembra do que é o Simbolismo, dê uma olhadinha na postagem anterior, feita para o segundo ano!), enfoca a sensibilidade e a intuição como formas de interpretar o mundo. Temos ainda o poeta do Eros, maravilhoso e apaixonante Vinícius de Morais. Aquele que canta o amor como ninguém. Murilo Mendes também desponta no cenário nacional como quem traz o olhar surrealista para suas produções: o sentimento de humanidade e a consciência social são sempre associados à dimensão espiritual, do sonho, do absurdo aparente.





Podemos ainda falar sobre o Romance de 30: a retomada do olhar realista e o aprofundamento do projeto pré-modernista: descrever e mostrar o Brasil aos brasileiros, demonstrando como a realidade socioeconômica interfere na vida dos seres humanos. Grandes nomes são Graciliano Ramos, José Lins do Rego, Rachel de Queiroz, Jorge Amado e Érico Veríssimo.

Pós-Modernismo
A arte pós-moderna é marcada pela diversidade: não há um projeto literrário definido. Os modos de expressão da realidade são multiplicados, mas de modo geral a literatura acaba buscando expressar a profunda crise de valores pela qual o mundo passa, em todos os campos. Vocês devem se lembrar da frieza, do desajuste familiar, da violência urbana e tantos outros aspectos que pudemos levantar ao ler e assistir o conto Passeio Noturno, do Rubem Braga.



Certo,
Importante lembrar a vocês que estamos em fase de conhecer e explorar a poética do Augusto dos Anjos. A produção e interpretação de alguns poemas dele estarão em sua prova. Mas você, aluno sempre atento, não terá problemas com isso, afinal, já vimos o conteúdo em sala durante a visitação ao Pré-modernismo e também agora, no estudo das obras da Unimontes.

Seguem aí os links para os slides de sala de aula:

Modernismo
Modernismo Prosa
Literatura Contemporânea
A poesia de 45

Boa Prova!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Flickr