18 de mai de 2010

Um pouco de Clarice (Mas Clarice nunca é pouco...) - Para a Querida Andréia Souto

Poema de Clarice Lispector: tão humano que me deixa envergonhada dessa condição passageira que nos embaça a visão daquilo que de fato é bom e frutífero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Flickr