3 de dez de 2009

Despeço-me de Novembro

Despeço-me de novembro como quem larga a mão amada!
Queria que o mês fosse eterno! Para mim, novembro foi doce!
Sempre tive paixão pelos dezembros da vida: festas familiares, confraternizações, amigos-ocultos... Tudo tão bom! Acho importante o tempo de lembrar o amor e a necessidade que temos de sermos irmãos. Quem dera tal sentimento imperasse todos os dias do ano e fosse mais forte que o ímpeto capitalista de se sobrepor ao outro.
Porém, neste ano novembro foi o mês de festa para mim.
Mas é com muita alegria que inicio o novo mês, porta aberta para o ano que já está inquieto querendo estrelar novos sonhos, novas possiblidades, novos amores e humores!


É bom viver assim: um dia de cada vez, na convicção de que o melhor está por vir e, talvez, mais perto do que se imagina!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Flickr