12 de ago de 2009

Para a galerinha da 8ª série...

Pessoal, em sala se aula estamos lendo o livro "Ciumento de carteirinha", de Moacyr Scliar. Como já disse a vocês, a obra é uma releitura do clássico "Dom Casmurro", de Machado de Assis. Comentamos em sala que o Machado de Assis é o um dos maiores escritores da nossa Literatura. Abaixo deixo a retomada do enredo, afim de refrescar os desmemoriados de plantão, mas ler o livro continua sendo imprescindível! Beijinhos para todos e todas!
O enredo de Ciumento de carteirinha começa com um acidente que coloca em ruínas a escola onde os personagens estudam, a José Fernandes da Silva. "É uma história que tem basicamente quatro personagens, como o próprio livro do Machado, só que agora se trata de estudantes. Mais: um deles, o Queco, também se vê, como Bentinho, às voltas com o ciúme", explica Moacyr Scliar na seção "Bastidores da criação", contida
no próprio livro.Provisoriamente instalados num salão paroquial, alunos, pais e mestres, começam a buscar soluções, visando a reconstrução do prédio escolar. É nessa busca, que Vitório fica sabendo de um concurso na cidade de Santo Inácio, vizinha a Itaguaí. Em um julgamento simulado, os estudantes deveriam debater se Capitu traiu ou não Bentinho. Como critérios na escolha dos vencedores, contariam pontos os melhores argumentos e o maior conhecimento da obra.Como o polpudo prêmio é suficiente para a reconstrução da escola, o Quarteto é escolhido para representar Itaguaí no desafio literário. Os quatro começam, então, a ler Dom Casmurro com toda atenção. Influenciado pelos questionamentos de Bentinho, Queco começa a sofrer profundas transformações. (Em tempo: a cidade de Itaguaí foi cenário de outro romance de Machado de Assis, O alienista. Mas isso já é, literalmente, uma outra história).O fato é que Júlia é a grande paixão da vida de Queco e este começa a enxergar, gradativamente, flertes da garota com seu grande amigo, Vitório. O ciúme de Queco torna-se a tal ponto doentio, que ele chega a forjar um documento, como se tivesse sido escrito pelo próprio Machado, confirmando a traição de Capitu. A tese é encampada pelo rapaz e bem poderia ser descrita de outro modo: "Júlia traiu Queco". O desfecho do livro comprova a destreza narrativa de Moacyr Scliar, em meio à tensão que desenvolve nas páginas de sua obra. Além da bela "recriação" de Dom Casmurro, as páginas de Ciumento de carteirinha oferecem ainda, na seção "Por dentro da história", um panorama do Brasil do século XIX, época da publicação do clássico literário, e de seu criador, Machado de Assis, um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras e seu primeiro presidente.

2 comentários:

  1. Valeu Daniele, vai ajudar na prova de amanhã, Samuel.

    ResponderExcluir
  2. KkkkkkkkkkkkkkkkKKKKKkkk..
    da um friuzimnn na barriga dakele geito..
    kkkkkkkkkkkkk
    zuera..
    muito chike o video..pena ke naum vi isso antes da prova pq agora é tarde kkk..bjus..
    TT++

    ResponderExcluir

Flickr